segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Assalto ao Banco Central

Quando o acontecimento faz história isso se torna uma grande pauta para o cinema romancear e registrar o ocorrido. E não demorou muito para que o roubo ao Banco Central de Fortaleza, em 2005, em que ladrões profissionais levaram 164,7 milhões de reais, se tornasse filme.
 
O fato foi emblemático e surpreendeu a todos não só pela maior quantia roubada no Brasil, mas pela ousadia dos bandidos que realizaram uma ação cinematográfica, de escavar um túnel até o cofre do banco. Entretanto, o resultado do filme, dirigido pelo estreante Marcos Paulo, infelizmente, não teve a mesma grandiosidade, ainda que tenha um elenco repleto de bons nomes.
 
A única coisa que atrai o espectador é a curiosidade de 'como foi que tudo aconteceu'. No entanto, não espere algo charmoso como “Onze homens e um segredo” e nem a excentricidade de “Os matadores de velhinhas” (sua história parece ter inspirado os verdadeiros ladrões), mas veja no intuito de encontrar uma comédia com cara de seriado da Globo e sem realismo nas ações.
 
É perceptível as carências da produção, como a direção sem inspiração, a trilha sonora novelesca e o fraco roteiro repleto de frases de efeito que investe numa estrutura não linear semelhante ao de “O Plano Perfeito”. Além disso, a insegura edição com muitas de idas e vindas no tempo, que dá a impressão de forçar complexidade à trama, prejudica o ritmo e a dinâmica da ação dos bandidos, o que favorece o tom cômico ao invés do suspense policial.
 
Mesmo sendo clichê e por ter uma premissa trivial e estereótipos do gênero (grande assalto, corrupção policial, investigações e triângulo amoroso), a produção tinha tudo para ser marcante e não é. Talvez a falta de recurso possa ter sido um dos problemas para que o longa fosse mais bem desenvolvido, conduzido e estruturado com conspirações, personagens, narrativa e reviravoltas mais interessantes.
 
Assalto ao Banco Central
Brasil, 2011 - 104 minutos
Policial
Direção: Marcos Paulo
Roteiro: Renê Belmonte
Elenco: Milhem Cortaz, Lima Duarte, Giulia Gam, Eriberto Leão, Hermila Guedes, Gero Camilo
Cotação: * *