quarta-feira, 15 de maio de 2013

Homem de Ferro 3

Muita expectativa foi criada em torno de "Homem de Ferro 3". Não só pelo personagem ter tido sucesso com os primeiros longas, mas em função do bem sucedido "Os Vingadores", em que Tony Stark rouba a cena. A terceira aventura é, de longe, a mais bem humorada, no entanto, é o capítulo mais fraco quando o assunto é roteiro.

O filme começa após os eventos de "Os vingadores", com Tony Stark tendo problemas emocionais por causa da batalha contra alienígenas em Nova York. Enquanto ele sofre com isso, um novo vilão, o Mandarim (Ben Kingsley, que faz uma referencia descarada ao Bin Laden, está mal aproveitado), promove atentados terroristas pelo mundo até que Tony o encara após seu fiel empregado (Jon Favreau) quase morrer em uma explosão e sua namorada Pepper Potts (Gwyneth Paltrow) ser sequestrada pelo malfeitor.

O problema que faz "Homem de Ferro 3" não decolar como deveria é que seu roteiro força situações que deixam a narrativa pouco convincente, a começar pelo fraco desenvolvimento do vilão e de seu poder que parece se inspirar no Tocha Humana de "O Quarteto Fantástico". A trama tenta situar o espectador com flashbacks sobre os novos personagens, mas constrói mal os argumentos, o que não convence tanto.

Há alguns detalhes que deixam o longa com ritmo irregular, como a lentidão no primeiro ato na intenção de dramatizar o momento de fraqueza de Stark, e equívocos que aparecem para promover algum tipo de sequência na trama, como a localização da casa do heroi (como ninguém sabia onde ele morava? Precisou de ele falar seu endereço para começar a ação?) e quando um garoto consegue facilmente quebrar o dedo da consistente armadura metálica (inclusive, essa relação é pouco explorada). A troca de diretores - saiu o competente Jon Favreau e entrou o fraco Shane Black (fez o instável "Beijos e Tiros") - refletiu negativamente no ritmo e no desenvolvimento da narrativa, o que é uma pena.

Entretanto, a solução para tampar os furos foi investir forte no humor. O filme parece mais uma 'comédia de ação' que o tradicional 'ação com comédia'. Nesse quesito, "Homem de Ferro 3" é hilário ao extremo com boas tiradas do protagonista, as melhores de toda a série, em um show de irreverência do ótimo Robert Downey Jr. Algumas são 'tão cômicas' que parecem 'pegadinhas'!

Apesar de deslizes narrativos, a produção é um espetáculo visual de cair o queixo. Assim como os outros longas, há novas e divertidas tecnologias, principalmente quando se diz respeito a engenhosidade da armadura. As cenas ação, ainda que demorem para acontecer, são bem realizadas e com os melhores efeitos visuais da saga.

Se "Homem de Ferro 3" melhora em seu miolo, a conclusão deixa a desejar. O roteiro parece forçar um final e deixa várias interrogações no ar. Uma das dúvidas é se o herói voltará para uma quarta aventura. Entretanto, o humor e o visual garantem o entretenimento e valem o ingresso.

Homem de Ferro 3 (Iron Man 3)
EUA , 2013 - 130 min.
Ação / Ficção científica / Comédia
Direção: Shane Black
Roteiro: Shane Black, Drew Pearce
Elenco: Robert Downey Jr., Guy Pearce, Ben Kingsley, Gwyneth Paltrow, Rebecca Hall, Paul Bettany, Don Cheadle, Jon Favreau, William Sadler, James Badge Dale, Stan Lee
Cotação: * * *