domingo, 9 de junho de 2013

Depois da Terra

Sempre que é anunciado um filme do diretor M. Night Shyamalan surge uma expectativa em relação ao seu trabalho. Mesmo que os últimos longas do cineasta tenham sido abaixo da média, ainda penso: 'poxa, ele é o cara que fez "O sexto sentido" e "Corpo fechado", ainda tenho esperanças de que sua carreira volte a seguir em bons trilhos'. "Depois da Terra" pode não ser a redenção do cineasta, mas dá novo fôlego à sua carreira. O trabalho está longe de ser ruim, porém distante da excelência das obras que o consagrou.
 
Baseado em estória de Will Smith, "Depois da Terra" mostra uma espaçonave militar, tripulada pelo general Cypher Raige (Will Smith) e seu filho Kitai (Jaden Smith), que é atingida por uma chuva de meteoritos. O único local de pouso é o nosso planeta que, após um evento apocalíptico há mil anos, tem evoluído para exterminar seres humanos. Depois da queda, pai e filho (literalmente) iniciam uma jornada pela sobrevivência em uma Terra hostil repleta de perigo.
 
A direção é burocrática, sem muita criatividade e isso se estende a alguns detalhes técnicos, como o visual futurista discreto e o design de produção que beira a barreira entre o arcaico e o moderno. Quando se trata de efeitos gráficos, o filme se mostra eficiente, principalmente nas engenhocas tecnológicas e no curioso ambiente vegetativo terráqueo.
 
Shyamalan não roteirizou o longa sozinho e por estar atrelado a Will Smith, que é co-roteirista, pode ter ficado tímido para criar situações que lhe são peculiares. Talvez, por isso, aliado a falta de criatividade em algumas sequências, temos a sensação de ausência de grandes cenas. Claro, há momentos interessantes, um ritmo que agrada e um bom suspense, no entanto, com todo o potencial demonstrado ainda sentimos carência de algo espetacular que não acontece.
 
A estória de Will Smith, que aparece como coadjuvante, por mais que tenha alguns furos e 'pegada militar' convencional na relação entre pai e filho, fica longe de ser piegas e não decepciona, pelo contrário, contagia de forma gradativa até o desfecho. A premissa, inclusive, não deixa a desejar e é convincente dentro de suas limitações tanto no drama dos protagonistas como no tratamento futurístico da Terra, o que faz prender a atenção do espectador.
 
No fim das contas, "Depois da Terra" se mostra um bom entretenimento, mas sem grandes pretensões ainda que tenha potencial para isso. Fiquem de olho em Jaden Smith, o garoto ainda vai dar o que falar, tanto quanto foi o pai!
 
Depois da Terra (After Earth)
EUA, 2013 - 100 minutos
Aventura / Suspense / Ficção científica
Direção: M. Night Shyamalan
Roteiro: M. Night Shyamalan, Gary Whitta, Will Smith
Elenco: Jaden Smith, Will Smith, Sophie Okonedo, Zoë Kravitz, Glenn Morshower, Sacha Dhawan, Jaden Martin
Cotação: * * *