sábado, 14 de setembro de 2013

O ataque

O diretor Roland Emmerich é o maior destruidor dos Estados Unidos no cinema. Ele destruiu o país com invasão alienígena em "Independence Day", fez estragos em Nova Iorque com o lagarto gigante "Godzilla", devastou o território norte-americano com forças da natureza em "O dia depois de amanhã" e "2012" e, agora, desmoralizou Washington com ações terroristas que põe o presidente e a Casa Branca em perigo no longa "O ataque".
 
O argumento é o mais batido possível, o roteiro é hiper manjado com clichês aos montes e as cenas de ação são convencionais e previsíveis. Isso tudo faz com que qualquer filme fracasse de todas as formas possíveis. No entanto, estamos falando de Roland Emmerich, um dos melhores diretores do 'cinema pipoca' e que não deixa a bola cair mesmo não tendo nada original nas mãos, ainda que tenha contextos que se interagem com a realidade.
 
Emmerich é daquelas pessoas que quando veem um quebra cabeça pronto ele desmonta para remontar à sua maneira. Assim é "O ataque", todos imaginam o cenário de ameaça vivida pela casa mais 'visada' do mundo, mas ninguém ousou em destruí-la. Se a Casa Branca ainda não foi atacada por terroristas, a pauta para o cinema e para o diretor alemão está montada. Emmerich adora desvirtuar valores e acertar esses ponteiros com patriotismo e assim ele faz aqui com a ajuda do roteiro bem humorado repleto de sacadinhas e coincidências divertidíssimas.
 
Por mais chula ou ruim seja a premissa, Emmerich consegue nos divertir. Ele procura desenvolver bem o primeiro ato para situar o espectador para, no segundo ato, surpreendê-lo com muita ação e com efeitos visuais espetaculares. Aqui, todo o sistema de segurança da Casa Branca é 'revelado' e os argumentos que levaram ao tal ataque são exposto (ao mesmo tempo que isso é uma crítica ao governo norte-americano também é algo inverossímil). A partir daí é pura correria, pancadaria, destruição, reviravoltas aos montes e inúmeras referências ("ID4", Obama, entre outras), tudo com qualidade técnica para que o entretenimento funcione.
 
"O ataque" não é o melhor filme sobre terrorismo, mas é uma referência desse subgênero no que diz respeito a invasão em uma das casas mais conhecidas do mundo. Falando nisso, "Invasão a Casa Branca", filme com mesma temática e também lançado recentemente, tem enredo mais consistente e é mais "Duro de matar" que este.
 
O ataque (White House Down)
EUA, 2013 - 131 minutos
Ação
Direção: Roland Emmerich
Roteiro: James Vanderbilt
Elenco: Channing Tatum, Jamie Foxx, Joey King, James Woods, Maggie Gyllenhaal, Jason Clarke, Richard Jenkins, Nicolas Wright, Lance Reddick, Kevin Rankin
Cotação: * * *