sexta-feira, 27 de novembro de 2015

A Juventude

"A Juventude" é uma obra deslumbrante de Paolo Sorrentino, cineasta italiano do premiado "A grande beleza". O filme faz uma reflexão sobre o envelhecimento sob a ótica de dois amigos, um cineasta e um maestro aposentado, que estão em um momento de descanso em um resort. Em meio a conversas e o ócio, ambos compartilham relações com diversas pessoas o que leva a narrativa a analisar contrastes entre as mais variadas gerações.
 
O estilo de filmagem, como a fotografia, a trilha sonora e os enquadramentos de câmeras sempre interessantes, segue o padrão de qualidade de "A grande beleza" ao explorar o charme das locações e a simetria da composição de objetos em cena. Além do primor técnico, o filme traz excelentes atuações do elenco, principalmente de Michael Caine e Harvey Keitel, que estão notáveis.
 
O roteiro, com ótimos diálogos e humor rasteiro pontual, esbanja originalidade e lirismo. À medida que os personagens são desenvolvidos, a trama, aliada a inserções visuais e sensoriais de Sorrentino (algumas sequências são geniais), ganha contornos poéticos que conflitam o 'velho' e o 'novo' assim como 'experiências' e 'frustrações'.
 
As imaginações que retratam o passado, os dramas que norteiam a melancolia do presente e as incertezas que contornam o futuro são trabalhados com sutileza e intensidade pelo diretor. Tudo isso provoca no espectador momentos únicos de catarse e faz com que a diesege de "A Juventude" contemple a vida, seja dando fôlego para os mais longevos ou inspirando os mais jovens a mudarem suas mentes e seus rumos.
 
A Juventude (Youth)
2015, EUA/ITA - 118 minutos
Drama
Direção: Paolo Sorrentino
Roteiro: Francesca Cima, Nicola Giuliano
Elenco: Michael Caine, Paul Dano, Rachel Weisz, Alex Beckett, Harvey Keitel, Jane Fonda
Cotação: * * * * *
 
Termômetro:
- Humor: * *
- Drama: * * * * *
- Romance: *
- Fantasia: * 
- Ação / Aventura: *
- Policial: *
- Suspense: *  
- Sexualidade: * *
- Escatologia: *   
- Violência: *